31 de janeiro terá Superlua, Lua Azul e Lua de Sangue na mesma noite

Esta quarta-feira (31) será marcada por uma rara coincidência envolvendo a Lua: quem olhar para o céu do ponto certo do planeta poderá testemunhar, no mesmo dia, uma Superlua, uma Lua Azul e uma Lua de Sangue, esta última em decorrência de um eclipse lunar (veja abaixo a explicação de cada um desses fenômenos). A agência espacial americana, Nasa, está chamando essa junção de “Superlua Azul de Sangue” (Super Blue Blood Moon).

Infelizmente, no Brasil o eclipse não será visto, com exceção de algumas localidades do extremo norte do país. Portanto, à maioria dos brasileiros, resta apenas observar a Lua cheia em seu perigeu, o que se chama de Superlua.

Curiosidades:

O QUE SÃO ESSAS LUAS?

Super Lua: A Super Lua acontece quando a Lua cheia está mais próxima da Terra. Este Eclipse Lunar será agradável e próximo da Terra, o que significa que a visibilidade será alta e seus efeitos energéticos serão fortes e facilmente sentido.

Lua de Sangue: A Lua de Sangue é o nome dado ao Eclipse Lunar Total, quando a Terra fica entre a Lua e o Sol e adquire uma tonalidade avermelhada. Luas de sangues são muito raras, e nós não tivemos uma desde 2015. Esse tipo de lua sempre acontece em série, teremos mais dois eclipses lunares totais futuramente, um em 2018 e outro em 2019.

Lua Azul: A Lua Azul ocorre quando acontece duas Luas cheias em apenas um mês. Sempre que há duas luas cheias em um mês, a segunda é referida como uma lua azul. Esta é também uma ocorrência extremamente rara e torna este Eclipse muito significativo. Esse ano teremos duas Luas azuis, a próxima será no dia 31 de março. É raro que duas luas azuis aconteçam no mesmo ano. A Lua Azul só acontece cerca de 3 a 5 vezes a cada 100 anos!

Apenas para contextualizar, a última vez que experimentamos um Super Lua de Sangue e Azul foi há 36 anos, mas ter esse tipo de Eclipse no signo de Leão é extremamente raro e não ocorreu em centenas ou possivelmente até milhares de anos. Isso quer dizer muito sobre o que está por vir.

Sempre que temos um evento celestial raro, como esse, sentimos a energia com força e esse tipo de fenômeno raro tem o potencial de causar enormes ondulações energéticas e mudanças em nossas vidas.

2017 foi um ano transformador para muitas pessoas, e talvez os meses após o Eclipse Solar Total de agosto permitiram que as coisas se movessem em uma nova direção para você.

Essa lua eclipsada do dia 31 não só ajudará a trazer resolução e finalização para assuntos da última metade de 2017, como também vai abrir e ativar uma nova energia com a qual todos vamos trabalhar até a próxima rodada de Eclipses em julho e agosto de 2018.

Eclipses muitas vezes trazem pontos de mudança decisivos em nossas vidas. Eles são muitas vezes um instigador para a mudança e iluminam as áreas de nossas vidas que precisam de atenção.

A Lua representa nossas emoções e como nos sentimos seguros enquanto nos movemos pelo mundo. Durante um Eclipse, nossa sensação de segurança e conforto é muitas vezes abalada de alguma maneira, e temos a oportunidade de olhar para dentro e descobrir nossos medos, esperanças, sonhos e a verdade.

Esse fenômeno cai no signo de fogo de Leão, isso mostra que ele nos guiará para se encarregar de nossas vidas e entrar nesse papel de ser o Rei ou Rainha de nossa própria selva.

Como estará na energia da Lua cheia, a maior parte da ação que vamos tomar deve incluir limpar as coisas, acabar com emoções negativas do passado e deixar as coisas acontecerem.

Mesmo que a energia ardente de Leão quer que atuemos, também há necessidade de recuar e de limpar o nosso interior. De fato, as verdades ocultas e as emoções enterradas provavelmente se agitaram e queiram ser revelar.

Eclipses são sempre supercarregados emocionalmente, e esse do dia 31 é ainda mais. Este Eclipse aumentará a nossas emoções, a inflamando, e também nos deixará mais sensíveis ao exterior.

As feridas antigas do passado podem ressurgir, e você pode encontrar-se escavando seu interior para tentar entender as coisas ao seu redor.

Se as coisas ficarem intensas ou sua sensação de segurança ficar agitada sob a presença deste Eclipse, lembre-se de que isso é apenas para que você possa fazer algumas mudanças positivas em sua vida.

Se você permitir que a energia deste fenômeno filtre as energias necessárias para sua vida e se você conseguir abraçar as mudanças e inspirações que ela traz, você será realmente capaz de criar um novo estado de ser para si mesmo.

Um estado de estar onde você pode se sentir confiante, amado e apoiado por você e pelo mundo ao seu redor. Um estado de ser onde você tem a confiança para ser você mesmo e viver sua verdade.

Para atingir esse estado de ser, você precisa se conectar com o centro do coração e sintonizar essa voz intuitiva da sabedoria.

Este Eclipse Lunar Total traz uma energia feminina forte e irá ajudá-lo a se conectar com seu eu intuitivo. De fato, a forte energia feminina em torno deste Eclipse Lunar é susceptível de trazer mudanças globais para as mulheres também. Sob a presença deste Eclipse, podemos experimentar um aumento do poder feminino e um foco na igualdade de direitos para as mulheres. (o que já vem ocorrendo)

O Super Lua de Sangue Azul Eclipsada é definitivamente um evento celestial especial que realmente moldará a direção e a energia desse ano de 2018. A melhor coisa a fazer é sentar, render-se e juntar-se ao fluxo Universal.

Este é um Eclipse intenso e é provável que você sinta seus efeitos durante algumas semanas até a energia se instalar. Apenas seja gentil com você e observa todos os temas, problemas ou padrões que emergirem.

Esse eclipse pegará a energia da lua e a aumentará, então essa lua de sangue será poderosa. Você sentirá a energia desse eclipse nos próximos 6 meses a um ano, então o que for começado no período desse eclipse continuará a crescer ao longo do resto de 2018. Considere isso uma breve prévia do que está por vir nos próximos 12 meses.

O Eclipse de 31 de janeiro é potente, e não há dúvida de que ele irá colocá-lo onde você precisa estar e chamar você a um estado de consciência superior.

Fonte: Eric Satine / Myriam Cassariego