Categorias
Post legal

As boas pessoas não sabem que são…

As boas pessoas não usam asas em suas costas ou pó de fada em seus bolsos. Normalmente usam uma expressão preocupada em seus rostos, porque querem chegar a tempo de fazer isso, de ajudarem resolver o outro, de tomarem um café com esse amigo e enchê-lo de esperança …

Nunca esperam que nada mude e nem enxergam seus atos como obrigação. Ocasionalmente, alguns dizem que elas são um pouco ingênuas, que dão muito de si e que qualquer dia se decepcionarão.

“As boas pessoas, na verdade, conhecem muito sobre decepções, mas as assumem. O esforço em si, e a vontade de fazer as coisas da melhor forma possível é a sua melhor recompensa e uma forma de estarem bem consigo mesmas.”

Às vezes, por exemplo, nós nos esforçamos todos os dias para atender a esse amigo que está tendo um mau momento. Oferecemos tudo o que ele precisa, damos apoio e conforto para descobrirmos mais tarde que ele deixou apenas sua ausência e nenhum agradecimento.

Na verdade, pessoas boas, muitas vezes não podem pedir ou esperar apreciação. Elas não querem nada em troca, porque suas ações sempre vêm do coração e são autênticas; é impossível fazer o contrário.

No entanto, apesar de não quererem gratidão, esperam pelo menos reconhecimento. Muitas vezes, bons corações também se magoam quando sobrecarregados.

Refletiremos sobre isso.

Boas pessoas não carregam bandeiras

Certamente você também conhece alguém que costuma jogar aos quatro ventos o quanto faz pelos outros. Te explica tudo o que fez, exaltar seus próprios valores e virtudes com um ar de ligeira vitimização.

“A bondade não conhece holofotes e nem se vende. Ela é discreta, tímida e está vestida com humildade e simplicidade, portanto, boas pessoas sabem mais de atos do que palavras.”

Alguns dizem que pessoas realmente boas são raras, ou ainda, que não existem. Nada está mais longe da realidade. Temos certeza de que você também conhece alguém que sabe como te olhar nos olhos e prometer que tudo vai sair melhor do que o esperado, ou que quando você se despede, te diz “me avise quando chegar em casa para eu saber que está tudo bem “.

2016 pessoa

São pessoas que brilham sem saber, e que você sempre quer ao seu lado. Elas não gostam de inconsistências, não falam a língua de duplo sentido ou egoísmo, e também sabem ler as suas tristezas, sem que se traduza em palavras.

Se hoje você tem uma pessoa dessa natureza, cuide-a e proteja-a entre suas mãos como os vagalumes mágicos que dão-nos esperança nas noites da escuridão.


A coragem e a delicada fragilidade das pessoas boas

“A bondade que não conhece os próprios limites, às vezes você pode acabar dando demasiadamente. Quem se oferece por inteiro, às vezes fica em pedaços. Portanto, boas pessoas também têm o direito de dizer “NÃO”, sem perderem assim a sua luz.”

Todos nós precisamos reconhecer os esforços, porque o reconhecimento nos coloca no mundo, incorporados em um contexto, em uma família, em um relacionamento.

Isto não é dizer obrigado, nem “retribuir o favor”. É reconhecer a pessoa que faz isso, por suas ações carregadas com bondade, altruísmo, boas intenções e, acima de tudo, amor.

O amor não reconhecido torna-se fraco e doente. É por isso que às vezes as boas pessoas também podem agir negativamente e até mesmo romperem os laços com quem as machuca.

“Ninguém deixa de ser bom por dizer “não”. Isso é agir com integridade, pois almas nobres precisam de sua própria dignidade e respeito para oferecem aos outros o melhor de si.”

 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa

 

SOBRE O AUTOR

Luiza Fletcher
– Visite o seu Site
Tradutora da equipe O Segredo!