Categorias
Post legal

As lágrimas que não chorei, a tristeza que não atendi…

A contenção emocional é algo que todos nós já experimentamos. Às vezes, esse recurso é até parte de nossa educação e com o qual ensinamos as crianças, dizendo “não chore, as pessoas mais fortes e maiores nunca mostram suas lágrimas.”

É possível que a partir desse momento você sempre tenha buscado lugares isolados onde desabafar, onde liberar sua voz e a dor para encontrar alívio e se mover novamente. E isso é tanto saudável quanto necessário.

No entanto, algumas pessoas não só evitam a liberação emocional, mas também, seja pela educação recebida ou pela própria personalidade, preferem não ver ou sentir.

“A contenção emocional é o oposto da compreensão emocional. Alguém que esconde é alguém que não entende os labirintos da rede emocional que o define como pessoa, porque admitir nossas fraquezas também é ser forte. É o conhecimento frente à negação, à fraqueza.”

Contenção emocional, um passo em direção ao abismo

Contenção emocional significa, literalmente, o ato de conter ou reprimir seus impulsos, instintos, paixões e sentimentos. É, portanto, esconder algo em seu interior, não só aos olhos do mundo, mas também ao seus próprios. Qual a razão? Às vezes é difícil entender o por que, psicólogos falam de padrões educacionais, sociais, psicológicos e até mesmo biológicos.

 0- -as-lágrimas-que-não-chorei-430x244

No entanto, a compreensão emocional nos aproxima da inclusão, proximidade e empatia com os outros e consigo mesmo. O conhecimento mais útil, a coisa mais valiosa que temos é o Conhecimento emocional.

Perguntamos-nos: Por que escolhemos o silenciar a tristeza? Por que, às vezes, nos é mais útil a contenção emocional?

1. Trata-se de um mecanismo de defesa. Se eu não reajo à sua traição ou engano, e opto por seguir em frente o mais rápido possível, sem parar para pensar o que eu sinto, evito reconhecer que você me machucou, e, portanto, ao meu ver, a dor será menor.

2. Trata-se uma estratégia de autoproteção. Se eu esconder minha tristeza e dor, vou evitar parecer uma vítima aos olhos dos outros. Porque evidenciar minha dor emocional é mostrar-me vulnerável, é perder o controle e isso é algo que nem todos aceitam ou sabem como lidar.

3. Desconhecimento emocional. Pode parecer surpreendente, mas há pessoas que, por qualquer motivo, não foram expostas ao sofrimento, fracasso ou decepção. Considere, por exemplo, muitos dos nossos jovens, educados em uma cultura onde todas as necessidades são supridas, e onde desenvolvem uma resistência à frustração muito baixa. Se amanhã experimentarem uma perda ou fracasso sentimental, provavelmente se sentirão oprimidos ou simplesmente “bloqueados”. É aí onde simplesmente optam pela negação ou contenção emocional.

“As lágrimas não choradas hoje, amanhã serão um vazio insondável. As tristezas não reconhecidas, lentamente levam-nos à beira de um abismo no qual acabamos caindo na forma de doença ou trauma.”


Qual é a maneira mais adequada de lidar com a dor e decepção?

“Temos de perceber que a felicidade não vem com garantia de duração. A aceitação do momento presente, com suas imperfeições, é uma maneira de viver com maior integridade e equilíbrio emocional, onde assumimos as tristezas como parte da vida e também de nosso crescimento.”

Às vezes, temos uma habilidade refinada para separar nossa realidade interna da realidade externa. Deixamos-nos levar pelo rumor diário, pelo trabalho, pela rotina, sem entender que somos “um pedaço de nós mesmos.”

A razão? Desconectamos-nos de nossas emoções e de nosso ser interior, camuflando-nos com um bem-estar falso. E então quando surgem as enxaquecas, cansaço, dores no pescoço e nas costas nos enchemos com analgésicos, sem perceber que são sintomas.

Sintomas da infelicidade, das lágrimas não choradas, da tristeza que não quisemos reconhecer e gerir, e que agora nos fezem prisioneiros.

“Nunca deixe para amanhã as lágrimas que você pode chorar hoje. A raiva se desabafa, a tristeza se chora e a falha se analisa e assume, não se esconde. Compreensão emocional é uma forma de libertação que devemos praticar todos os dias.”

 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *