Categorias
Post legal

ELA É BRUTA, ELA É DOCE

Ela é bruta como uma pedra que precisa ser lapidada e frágil como uma flor.
Ela é braba feito um touro, mas seu coração é cheio de amor.
Ela é orgulhosa, marrenta e até às vezes meio agressiva, mas sabe admitir quando passa dos limites e, quando erra pede desculpas, vai atrás, deixa parte de seu orgulho de lado e ouve seu coração.

Ela é meio louca, gosta de aventuras, de cantar, de adrenalinas, mas também gosta de sossego. Nesse meio a meio ela sabe tirar o sorriso de qualquer um. Ela pode ser antipática pra quem não conhece, mas quem convive com ela sabe que ela é um amor de pessoa.
Ela parece ser fria, durona, insuportável, irritante e metida. Mas no fundo ela é doce, simpática e gosta de ajudar e estar perto de quem admira.

Ela parece ser doida varrida, psicopata, um tanto esquisita. Mas ela só é totalmente diferente do que já se viu por aí, uma dessas pedras brutas em processo lento de lapidação.
Ela cuida de quem ama e dá sua atenção a quem merece.
Ela pode ser cheia de problemas, mas nunca vai negar um sorriso, não vai virar as costas pra um amigo, ela não vai fazer nada que machuque outra pessoa.

Ela não é perfeita, mas faz o melhor que pode para ser a melhor pessoa para alguém.
Ela pode ser cabeça-dura, mas sabe ouvir, conversar e dar conselhos a quem precisa.
Ela é cheia de qualidades, mas também cheia de defeitos que sozinha é complicado de se mudar, mas mesmo assim, sabe usar ambos para trazer conforto e paz às pessoas.

Ela tira qualquer um do sério, mas sabe a hora de brincar e de parar, sabe a hora de dar bronca e de receber o alerta, sabe a hora de segurar uma mão e o momento de soltar.
Talvez ela seja bipolar, uma hora está bem, outra não, mas ela nunca vai deixar de ser ela mesma por causa dos outros, ela já cedeu demais á opiniões e hoje só faria o mesmo por uma causa nobre.

Ela é menina por dentro e mulher por fora.
Ela é única, peça rara bruta precisando ser lapidada.
Ela é atrevida, ousada, criativa, vai até onde consegue e não fica calada.
Ela briga pelo que quer até esgotar sua capacidade, mesmo que assim, saia machucada.
Faz o que tem vontade, já sofreu uns bons bocados, já sorriu da barriga doer, agora ela só vive um dia de cada vez… à espera…

Ela é tudo isso e mais um pouco, talvez o pouco que poucos conheçam, talvez o pouco que ninguém vai conhecer, ou talvez o pouco que só alguns merecem conhecer…

Lembrete da minha irmã amiga Lupi <3

Mayara B. Oliveira