Categorias
Atualidades

Estudo da Universidade de Boston chama atenção para o uso excessivo de tablets entre as crianças

Estudo alerta para os riscos do desenvolvimento emocional na infância

Joici Souza – Marx Comunicação

crianca-tecnologia-tablet

Um estudo divulgado pela Escola de Medicina da Universidade de Boston e publicado no periódico Pediatrics, especializado em crianças, aponta uma preocupação dos profissionais da área: o uso excessivo de aparelhos como smartphones e tablets podem causar sérios problemas no desenvolvimento emocional durante a infância. Novas pesquisas estão sendo feitas, pois ao contrário da televisão, os aparelhos atuais possuem diversas funcionalidades, como acesso às redes sociais, jogos, vídeos, etc.

O estudo chama a atenção para a escolha dos pais em deixarem as crianças usarem esse tipo de tecnologia para mantê-las ocupadas, mas que essa atitude pode fazer com que elas sejam incapazes de controlar as suas emoções, disfarçando através de atividades ligadas a esses aparelhos.

Ainda segundo a mesma pesquisa, o uso por crianças menores de três anos poderiam impactar inclusive o aprendizado em matemática e ciência.

Uma alternativa é não só limitar o tempo de uso, como transformar esses momentos em algo para a família, pois a maneira como a tecnologia é usada interfere diretamente em seus efeitos. Quando usada em conjunto é uma ótima ferramenta de aprendizado, mas as crianças precisam “experimentar” o mundo real.

Algumas questões ainda não conseguiram ser respondidas pelos profissionais, como, por exemplo, qual a idade ideal para usar os aparelhos,  se as crianças com dificuldades na alfabetização seriam mais beneficiadas com os aplicativos de educação, ou se as crianças mais agitadas seriam mais prejudicadas, ou não, pelo uso dos tablets e smartphones. Mas o que pesquisadores chegaram a conclusão é que o uso excessivo pode causar problemas sérios.

Essa é uma questão ainda muito delicada para pais e filhos, e foi pensando justamente em mostrar de forma lúdica essas preocupações que a escritora Joana Cabral e a diretora e produtora de teatro Lidy Marx conceberam o conceito da peça “Entre Mundos – A Mágica Viagem do Era Uma Vez ao Game Over” em cartaz no Teatro Fashion Mall, zona sul do Rio. Na história as crianças são convidadas a conhecer os dois mundos, o real e o virtual, através de personagens clássicos da literatura, como o Pequeno Príncipe, Cinderela e Sininho, que se misturam aos personagens mais conhecidos de jogos como Sieghart, Gato Tom e Draculaura da franquia Monster High.

Incentivar a leitura desde cedo pode ser um ponto fundamental na hora de conseguir um equilíbrio no desenvolvimento dessa nova geração que a todo dia é bombardeada de informações, aplicativos e que precisam ter discernimento para se tornar um adulto saudável e seguro.

Os pais precisam buscar soluções para conseguir o equilíbrio perfeito entre esses dois mundos.