Categorias
Dicas

Liderança – O que eu ganho com isso?

Se você quiser realmente ter sucesso em motivar, influenciar e entusiasmar as pessoas, precisa descobrir por que elas fazem as coisas e quais são seus motivos e intenções. Sim, porque ninguém fica motivado com as razões e os objetivos dos outros. ” O que eu ganho com isso? “, perguntam-se. Sabendo disso, é sua responsabilidade, líder, adequar as motivações de todos às atividades e aos objetivos da empresa. Só assim conseguirá afetar positivamente a performance de cada um em busca do objetivo.

Como você sabe se seu trabalho está sendo bem-sucedido? Quando os colaboradores começam a perguntar ” O que nós ganhamos com isto? “. Nesse momento, eles passam a perceber que ao se preocuparem com os colegas e com a empresa, eles estão, em última instância, se preocupando com eles mesmos. É claro que isso pode levar algum tempo para acontecer, mas se você persistir, essa percepção crescerá e a espera será recompensada.

Muitos gerentes tentam aumentar a motivação dos profissionais usando tanto as abordagens positivas quanto as negativas. O importante é entender claramente as três técnicas usadas para influenciar positivamente o estado de espírito das pessoas nos dias de hoje e, com isso, avaliar suas vantagens e desvantagens.

Ao estudar essas três técnicas básicas usadas pelos líderes para influenciar sua equipe, você vai ter uma grande oportunidade para liderar o processo e revelar o que verdadeiramente motiva as pessoas a darem o melhor de si mesmas.

Veja o que funciona quando se trata de inspirar positivamente os colaboradores:

Medo e manipulação não apresentam bons resultados:

Quando o que motiva as pessoas é o medo e a manipulação, elas não se mostram tão interessadas em conseguir o que desejam porque estão lutando para não perder seus empregos. Essa abordagem normalmente deixa os colaboradores ressentidos com a chefia, além de prejudicar a comunicação e a cooperação. Usar o medo para melhorar o desempenho no trabalho não dá bons resultados, primeiro porque dura pouco e, segundo, porque o efeito acaba se voltando contra os gerentes e a própria organização.

A técnica do torrão de açúcar raramente funciona:

Mais conhecida como ” motivação por incentivos ” , essa técnica pode eventualmente piorar o desempenho dos colaboradores. A princípio, as pessoas até trabalham mais para receber a recompensa, mas… e depois? Você precisará apresentar sempre novos e melhores prêmios – torrões de açúcar maiores e mais doces, por exemplo – porque os colaboradores exigirão cada vez mais benefícios para manter a excelência em seu trabalho.

Desenvolva uma aboradagem que promova o propósito e o crescimento pessoal:

O que você precisa fazer é ajudar os profissionais a entenderem a importância de sua contribuição para a organização. Quando você enfatiza o crescimento e o desenvolvimento pessoal como forma de motivação, não está apenas ajudando sua equipe a maximizar sua contribuição – está também aumentando a produtividade da empresa. É uma vitória para todos.

Fonte: Livro Como Motivar sua Equipe