Categorias
Post legal

Não preciso agradar ninguém

Por muito tempo acreditamos que é importante estar bem diante dos outros. Que quanto mais impressionamos os demais, mais nos destacamos entre eles.

Porém, à medida que amadurecemos, entendemos que isso não é tão importante.

Chegamos felizmente à conclusão de que mais valioso que agradar os outros é agradar a si mesmo.

É quando você olha pra si e diz: espera aí, não preciso agradar ninguém!

Essa etapa não depende de idade. É comum pessoas mais jovens terem essa percepção da vida enquanto outras mais velhas insistem em viver como se estivesse num reality show.

Há pessoas que passam a vida fazendo coisas que detestam para conseguir um dinheiro que não precisam, para comprar coisas que não querem, para impressionar pessoas de quem não gostam.  Autor desconhecido

Como citado no trecho acima, há pessoas que se desgastam uma vida inteira para viver no vazio. Tem coisa mais superficial que entregar a própria história à opinião dos outros? A verdade é que a vida nos ensina – e às vezes de maneira cruel – que quem espera se decepciona.

É a velha mania de criar expectativas em torno de pessoas e coisas e que no final das contas não têm a importância que damos a elas.

NÃO PRECISO AGRADAR NINGUÉM

Quando você se dá conta disso os outros deixam de te dominar. Você começa a tomar as rédeas dos seus desejos e ações. Veste o que gosta, come o que tem vontade, escuta a música que lhe agrada e se relaciona com quem quer. Você se coloca no centro do seu mundo, consciente que antes de qualquer pessoa, você vem em primeiro lugar. Essa etapa da vida vem com um amadurecimento emocional, afinal, as máscaras caem e as atenção estão voltadas para si mesmo. Não se trata de viver alheio ao mundo e aos outros. É apenas uma nova forma de viver e de enxergar o mundo. Portanto, cheguei em um estágio em que não preciso agradar ninguém porque sei que quem realmente gosta de mim me aceitará como sou. Não perderei tempo com preocupações do tipo: “será que vão me aceitar?” ou “o que vão achar da minha opinião?” É um momento de amor por si. De descobrir e valorizar o próprio potencial. É um estágio de contemplação íntima. E quando entramos nele, acredite, nos iluminamos porque nada é mais atraente do que uma pessoa que se ama.