Os benefícios físicos e psicológicos da massagem

Dezenas de estudos vincularam a massagem a benefícios reais, incluindo redução da dor, da tensão, da depressão e melhora na fertilidade.

Massagem. Relaxante, modeladora, drenagem, terapêutica, aiurvédica, craniana, shiatsu – as modalidades são muitas e as indicações também. Desde que a busca por bem-estar ganhou papel de destaque na sociedade, essa prática milenar ganhou notoriedade e muitos adeptos. Assim como a procura aumentou, os benefícios associados à prática e os ‘males’ curados por ela também se multiplicaram. Mas, afinal, para que serve a massagem?

Dezenas de estudos – que remontam a várias décadas – vincularam a massagem a benefícios físicos e psicológicos reais. Um estudo australiano descobriu que uma massagem muscular de 10 minutos após um treino pode reduzir a dor em 30%. Outro estudo constatou que os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, caíram 31% após uma massagem, enquanto os níveis de hormônios do bem-estar, como dopamina e serotonina, aumentaram aproximadamente 30%.

Aliás, a redução da dor e o alívio da tensão e da depressão são os benefícios associados à massagem com evidências mais robustas. E não precisa nem pagar alguém para te massagear. Pesquisas mostraram que diferentes formas de auto-massagem ajudam a reduzir a dor muscular e melhorar os sintomas da dor.

“O toque da massagem é capaz de aliviar a tensão e a dor muscular, melhorar a circulação sanguínea e o sistema imunológico. Quando falamos de massagem de resultado imediato, também estamos falando de menos inchaço e redução de medidas.”, afirma a massoterapeuta Renata França, conhecida por desenvolver protocolos específicos com a união de diferentes técnicas de massagem.

Massagem. Relaxante, modeladora, drenagem, terapêutica, aiurvédica, craniana, shiatsu – as modalidades são muitas e as indicações também. Desde que a busca por bem-estar ganhou papel de destaque na sociedade, essa prática milenar ganhou notoriedade e muitos adeptos. Assim como a procura aumentou, os benefícios associados à prática e os ‘males’ curados por ela também se multiplicaram. Mas, afinal, para que serve a massagem?

Dezenas de estudos – que remontam a várias décadas – vincularam a massagem a benefícios físicos e psicológicos reais. Um estudo australiano descobriu que uma massagem muscular de 10 minutos após um treino pode reduzir a dor em 30%. Outro estudo constatou que os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, caíram 31% após uma massagem, enquanto os níveis de hormônios do bem-estar, como dopamina e serotonina, aumentaram aproximadamente 30%.

Aliás, a redução da dor e o alívio da tensão e da depressão são os benefícios associados à massagem com evidências mais robustas. E não precisa nem pagar alguém para te massagear. Pesquisas mostraram que diferentes formas de auto-massagem ajudam a reduzir a dor muscular e melhorar os sintomas da dor.

“O toque da massagem é capaz de aliviar a tensão e a dor muscular, melhorar a circulação sanguínea e o sistema imunológico. Quando falamos de massagem de resultado imediato, também estamos falando de menos inchaço e redução de medidas.”, afirma a massoterapeuta Renata França, conhecida por desenvolver protocolos específicos com a união de diferentes técnicas de massagem.Publicidade

Mas afinal, como uma simples massagem pode proporcionar tantas vantagens para a saúde? De acordo com Tiffany Field, diretora do Instituto de Pesquisa sobre Toque da Universidade de Miami, em entrevista à revista americana Time, a massagem aumenta o fluxo sanguíneo em áreas do cérebro associadas à regulação do humor e do estresse.

Quando estimulados, os receptores de pressão sob a pele aumentam a atividade do nervo vago, um componente importante do sistema nervoso humano que desempenha um papel nas funções autonômicas, como frequência cardíaca, respiração e digestão. O aumento da atividade nesse nervo pode ter, entre outros benefícios, um efeito calmante semelhante à meditação, o que explicaria a queda no cortisol e outros sintomas relacionados ao estresse.

https://veja.abril.com.br/saude/os-beneficios-fisicos-e-psicologicos-da-massagem/

Fabi

Essa moça mantém uma relação afetiva com seu passado e costuma agir mais com a emoção do que com a razão. É dessas que amam demais. E se doem mais do que deveriam. Saudosista ao extremo, ela costuma mergulhar em fotos e lembranças que tempo algum destruiu. Sem mágoas. Já cicatrizou todas que restavam.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com