Categorias
Post legal

Por um mundo com menos MI MI MI

Rogamos por um mundo com menos drama. Com menos autopiedade, autoafirmação, autoestima volátil. Por um mundo com menos “por que você está fazendo isso comigo?”, “as coisas nunca dão certo pra mim” ou “eu não vivo sem você”. Menos cara emburrada e mais atitude. Menos teoria e mais prática. Rogamos por sentimentos menos banalizados, menos frases feitas, menos cantadas decoradas, menos vida de aparências. Pedimos por sentimentos mais puros, explícitos, transparentes. Se gosta, diz que gosta, mostra que gosta, prova que gosta, procura. Pedimos por uma vida mais simples. Faz o que gosta, onde gosta, com quem gosta. Clamamos por pessoas mais autossuficientes, que vão atrás dos seus sonhos, que não esperam de mão beijada, que se garantem, que fazem acontecer. Queremos menos pessoas colocando seus problemas na conta de terceiros, menos pessoas que apontam o dedo e que se inferiorizam na esperança de um consolo. Um salve para as pessoas que enxergam o copo meio cheio, aquelas que, em vez de lamentar a porta fechada, investe sua energia em encontrar outra alternativa. Um salve para quem mete a cara, quem não tem medo de tentar, quem sabe viver. Quem acorda de manhã grato e feliz por ter a chance de começar de novo, de fazer diferente, de escrever sua história. Um salve para você que aprendeu com o seu erro, que deu a volta por cima, que perdoou de coração. Para você que só se importa com quem importa e para você que calou a boca de quem duvidava. Um salve para você que é do bem, que acredita que as coisas vão melhorar, que dá valor em quem te fortalece, que fica feliz com a felicidade alheia. Ter dó de si mesmo nunca foi solução. Na maioria das vezes é parte fundamental do problema. Há pessoas que se deixam abater, que se sentem fragilizadas, que encaram a vida como um fardo difícil de carregar. Existe outro grupo que cresce nos momentos difíceis, que tira lições das adversidades, que encara a vida com a cabeça erguida e um sorriso no rosto. Um salve para o segundo grupo.

Rafael Magalhães