Categorias
Dicas

Propriedades medicinais dos peixes da Bacia do Rio São Francisco

As entrevistas realizadas com os moradores ribeirinhos nas regiões abrangidas pelo projeto têm revelado muitas informações interessantes, entre elas as propriedades medicinais de alguns peixes. Estas propriedades são utilizadas há décadas pelos ribeirinhos e fazem parte do conhecimento tradicional da população, que muitas vezes coincide com resultados de pesquisas científicas. Inclusive, muitos pesquisadores utilizam o conhecimento tradicional como base para estudos científicos que possam testar e validar estas informações. Confira na tabela abaixo os peixes da Bacia do Rio São Francisco e suas respectivas propriedades medicinais.

Peixes da Bacia do Rio São Francisco, suas respectivas partes corporais utilizadas e propriedades medicinais de acordo com os ribeirinhos entrevistados.

Peixe

Parte utilizada

Propriedade

Cascudo

Gordura

Cura queimadura

Cura bronquite

Corvina

Pedra da cabeça

Cura anemia

Cura dor nos rins

Cura asma

Curimba

Cabeça

Melhora a memória

Dourado

Fel (Bile)

Cura dor de ouvido

Fonte de cálcio

Cura bronquite

Mandi

Afrodisíaco

Matrinchã

Cura bronquite

Pirá

Afrodisíaco

Cura infecções em geral, gonorreia, bronquite e doenças na pele

Piranha

Melhora a memória

Cura dor nos rins

Afrodisíaco

Sarapó

Gordura

Paralisia infantil

Feridas em geral

Surubim

Gordura

Cura bronquite

Traíra

Muco

Cura dependência do álcool

Cura ferida nos olhos e catarata

Cura bronquite

As informações desta tabela foram retiradas a partir das entrevistas de percepção ambiental realizadas com cerca de 400 moradores ribeirinhos na Bacia do Rio São Francisco em Minas Gerais, portanto não são informações científicas, mas representam seu conhecimento tradicional.

O conhecimento tradicional mantido pelas comunidades humanas sobre os seus recursos naturais é um fator que deve ser preservado de geração em geração, pois muitas vezes, as informações científicas necessárias para o manejo de recursos naturais são insuficientes e o conhecimento popular pode auxiliar na elaboração de estratégias fundamentais para a conservação da natureza.
Fonte: http://peixesdeaguadoce.com.br/