Categorias
Dicas

Quanta importância você dá a seus pensamentos negativos?

A Psicologia Positiva consiste em mudar a nossa visão do mundo. É impossível nos livrarmos de pensamentos negativos completamente, mas somos capazes de reconhecer e colocar esses pensamentos em uma perspectiva que nos ajude a mudar essa visão do mundo.

Alguns pensamentos negativos são necessários para ajudar a chamar nossa atenção para situações que precisem de uma intervenção, mas outros são simplesmente pensamentos que usamos para ajudar a explicar nossas dúvidas e medos.

Aqui estão cinco pensamentos negativos que não merecem a sua atenção:

“Eu não tenho tempo”

“Estou muito ocupado” e “não tenho o tempo” são desculpas comuns. E isso é tudo o que elas são – desculpas. Se for importante o suficiente, encontramos tempo. Simples assim.


“Eu não sou qualificado para fazer isso”

Este pensamento negativo só serve para nos impedir de alcançar nosso potencial. Quando estamos em um estado de auto-dúvida, acabamos procurando qualquer razão para evitar correr riscos e seguir em frente, porque é muito mais fácil ficar onde é seguro. Se você está comprometido com seu crescimento pessoal, você irá atrás do que quer, sem hesitar.


“Eu não estou preparado”

 Ninguém nunca estará completamente pronto. Se esperarmos até que estejamos prontos, nunca chegaremos a lugar nenhum. Planeje, prepare e, em algum momento, a única coisa que você precisará fazer é dar o primeiro passo, que é sempre o mais difícil. Faça isso e aprenda com os erros e as lições que você encontrar ao longo do caminho.

“Eu não tenho vontade”

Assim como “eu não tenho o tempo”, “eu não tenho vontade” é uma desculpa. Ninguém disse que a vida é fácil. Acho que todos podemos concordar que uma vida feliz dá trabalho. Todos nós chegamos em casa cansados, mas quando algo é importante, você encontra energia e vontade de fazer acontecer.

Mudar nossos pensamentos negativos não é um processo fácil. Mesmo as pessoas mais positivas do planeta acabam ficando presas, eventualmente, em um ciclo de pensamentos negativos que podem deteriorar sua confiança e autoestima.

Então, como elas saem desse ciclo?

Através de um processo simples de quatro passos:

1. Reconhecer os pensamentos negativos

Nada pode ser feito até que possamos reconhecer os pensamentos negativos que estão nos atrasando a vida. Um bom exercício é terminar cada dia escrevendo alguns deles que surgiram durante o dia, especialmente as crenças autolimitantes. Observe o que estava acontecendo no momento e não vai demorar muito até que certos padrões comecem a emergir.


2. Pergunte-se

Depois que começarmos a reconhecer nossos pensamentos negativos limitantes, é hora de questioná-los. Eles são reais ou não? E por que? Devemos continuar nos questionando até que possamos chegar à raiz do problema. Uma vez lá, é útil colocar os pensamentos em uma perspectiva mais realista.


3. Reformule

Para mudar um pensamento, precisamos reformulá-lo em um pensamento mais proveitoso. Isto não significa que devemos pegar todos os pensamentos negativos e transformá-los em positivos. Em vez disso, devemos reformulá-los para incluir uma abordagem mais realista e ações necessárias para aliviar o peso que eles têm sobre nós.


4. Deixe ir

Com o pensamento recém-reformulado, é hora de liberar os pensamentos menos proveitosos. Nós reconhecemos isso, sabemos que não são reais em sua forma original, e os reformulamos para que reflitam melhor a nossa realidade. Agora, é hora de deixarmos os pensamentos negativos irem embora. Isso pode parecer bobagem, mas algo tão simples como escrevê-los em um pedaço de papel e jogá-lo fora (ou queimá-lo) pode ajudar sua mente a liberá-los de vez.

As vozes em nossa cabeça podem ser opressivas e, às vezes, até mesmo paralisantes. Elas crescem desordenadamente e se infiltram em nossa autoestima. Inicialmente, elas se formaram e cresceram através de influências em nossas vidas, mas nós somos os únicos que alimentam esses pensamentos negativos, ao deixarmos que se estabeleçam e criem raízes.

Não lute contra eles, por que a luta requer muita energia de uma forma negativa. Em vez disso, recuse-se a supervalorizar os pensamentos negativos e questione-os incansavelmente até chegar à verdade.

Devemos isso a nós mesmos para desafiar as vozes em nossa cabeça, que dizem que somos menos do que somos. Saber quais pensamentos não são dignos de nossa atenção e como superá-los é o que precisamos para dar um passo em direção a uma versão melhor de nós mesmos.

quanta-importância-você-dá-aos-seus-pensamentos-430x244

___

Fonte: Assim como a Fênix