Categorias
Poesia

Tempo….

Para muitas pessoas tempo representa dinheiro, principalmente no mundo atual, mas, mais que isso, o tempo é uma jóia muito preciosa. O tempo de viver é algo que não tem volta. É possivel voltar num caminho, voltar atrás numa decisão, mas não é possível voltar no tempo. Assim, há coisas que precisam ser agarradas e vividas no momento exato em que aparecem nas nossas vidas. Nem cedo demais, nem tarde demais. Porque se aquele momento passa, tudo fica perdido, modificado.

E a vida é tão preciosa para que percamos nosso tempo em reflexões, em dúvidas… Claro, podemos ser objetivos e ter os pés no chão, mas isso não significa ficar indefinidamente pensando no que fazer. Muitas vezes não tomamos certas decisões, portanto importantes, porque temos medo de errar. Ou então ficamos presos a pessoas e situações que já não nos fazem felizes, mas que relutamos em deixar.

 

E nos agarramos naquilo que temos nas mãos e estacionamos, não sabemos o que fazer e o tempo passa…. E quando ficamos assim, a vida nos leva, como o vento leva as folhas, jogando de um lado para o outro, sem direção certa. E desse jeito perdemos momentos de felicidade, porque felicidade é pegar aquele instante preciso em que algo nos faz bem, nos completa, nos deixa com um sentimento de satisfação. A felicidade é isso, não um todo, mas pedacinhos de vida que vivemos, são momentos, não raros, onde aprendemos a apreciar cada coisa com seu valor justo.. A felicidade pode ser hoje uma boa notícia, amanhã um raio de sol, outro dia uma forte chuva, um instante com a pessoa amada… tanta coisa!… Depende muito de cada um. E por que deixar esses momentos nos escorrerem entre os dedos? Viver é importante! Viver cada minuto!

 

O medo de errar muitas vezes nos impede de viver. Mas quem não entra no mar porque tem medo de água fria nunca vai conhecer o prazer de sentir essa agua viva batendo no corpo. Quem não se entrega a um amor por medo de não dar certo vai certamente perder muitos momentos de felicidade. Mas é preferível a dor de ter errado que vai passar depois, do que aquela que se mistura com a mágoa contínua de não saber o que teria sido se tivéssemos vivido plenamente determinada situação.

 

Os solitários muitas vezes se queixam da vida, de não terem um dia encontrado sua metade. E, portanto, é bem possivel que o momento dessas pessoas tenha chegado e que elas o tenham simplesmente deixado passar. Às vezes a gente fica obcecado pelo brilho de uma única estrela enquanto a lua está morrendo de solidão e a gente nem percebe. Mas o céu é imenso, há tantas estrelas!… Todas não brilham com a mesma intensidade, mas todas estão lá!…

 

Que cada um possa, no seu tempo certo, cativar sua estrela, aproveitar cada pedacinho da vida e viver, porque não há nada mais precioso no mundo do que sentir felicidade. E para isso, não há idade. Nosso tempo é agora, porque o amanha é um mistério que não nos cabe conhecer.

 

Letícia Thompson

Mensagem Postada 24/1/2010