Categorias
Saúde

“Viva um pouco”

“Sério mesmo que você não vai comer isso ? Deixe de ser fresco, viva um pouco!” Isso é que a maioria das pessoas que levam o treino e a dieta a sério precisam ouvir quando estão sendo forçadas por amigos, colegas de trabalho ou família a comer algo que vai contra os seus objetivos na academia. Isso acontece a todo momento, em festas de aniversário, formaturas, casamentos, etc… Sim, estas datas são muito especiais, mas desde quando você precisa comer ou beber algo específico para mostrar o seu suporte ?

É engraçado como a maioria das pessoas equalizam comer porcaria ou consumir bebidas alcoólicas com “viva um pouco”. Como se a sua vida fosse uma completa bosta por seguir dieta. Mas pense comigo, é melhor ceder ao bullying e “viver um pouco” momentaneamente, ou se sentir bem 365 dias por ano ?

viva um pouco

Se você for ver, em 99% dos casos, as pessoas que tentam te alfinetar a comer algo e “viver um pouco” são as mesmas pessoas que passam a maior parte da vida com complexos enrustidos por não gostarem do que veem no espelho. Estas pessoas sim, estão “vivendo pouco” e tendo alegria apenas quando enchem a cara de pinga e comem lixo. Porque no resto do tempo…

E não me entenda errado. Isto não significa que você precise ser um robô e viver apenas de frango com batata doce. Existe vida além da dieta. Contudo, quando você for sair da dieta, que seja com algo que você realmente goste – e não qualquer porcaria que está sendo forçada abaixo da sua garganta por causa do social.

Se você deixar a pressão social determinar o que você tem que comer ou beber, você está ferrado.

Todos os dias, existem ocasiões sociais que você será forçado a tomar decisões. Você pode se “encaixar socialmente” e comer/beber como as outras pessoas, ou você pode seguir firme na dieta e foda-se o resto. Se você for fazer uma exceção pra faltar o treino ou fugir da dieta a cada ocasião especial, você está perdido, pois elas nunca acabam. Você é o que você come: se alimente como pessoas comuns e tenha um corpo que jamais será mais do que comum.

http://www.hipertrofia.org/